quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Respiração, digestão, circulação e outros sistemas

O nosso organismo se constitui de diversos sistemas corpóreos. São eles: sistema digestório, o respiratório, o circulatório, o excretor, o nervoso, o locomotor, o reprodutor e o endócrino. Nas pessoas saudáveis, eles devem funcionar, em total sincronia, como numa linha de produção. Para isso, é necessário que ocorra uma interdependência entre eles. Neste artigo, vamos ver um pouco da fisiologia desses sistemas e a relação que existe entre eles.

Digestão

Para começar, a digestão. De forma sucinta, esta se inicia na boca, onde o alimento é cortado, mastigado e triturado. Em seguida, vai para faringe e desce, pelo esôfago, até o estômago. Nesse local, ocorre uma grande transformação, pois o alimento sofre a ação de enzimas e sucos gástricos, para ser "quebrado" em partículas menores. Depois, segue para o intestino delgado, onde a digestão é finalizada.

Os resíduos vão ao intestino grosso e são eliminados pelo ânus. Ao contrário, os nutrientes são absorvidos no intestino delgado e caem na circulação sanguínea. Aí está a primeira interdependência a ser apontada: é necessário que ocorra a ingestão de nutrientes (os mais variados e equilibrados) para que estes sejam levados, através da circulação sanguínea, a todas as células de nosso corpo, de modo que elas, as células, tenham condições de exercer as suas respectivas funções.

Respiração e alimentação

Quanto à respiração, ela ocorre da seguinte forma: inspiramos o gás oxigênio, juntamente com outros gases existentes na atmosfera, mas o primordial para nossa sobrevivência é o oxigênio. Este passa pelas fossas nasais, onde é filtrado pelos pêlos e aquecido por pequenos vasos sanguíneos. Depois segue pela faringe, laringe, brônquios e bronquíolos, no interior dos pulmões. Nestes, há também os alvéolos pulmonares, local onde ocorre as trocas gasosas, ou seja, troca-se o gás carbônico (CO2) por gás oxigênio (O2) e este último é levado para todas as células de nosso organismo através do sangue.

Qual é a relação da digestão com a respiração? Simples, os produtos finais de cada processo, principalmente a glicose (proveniente da digestão) e o oxigênio (proveniente da respiração) precisam chegar a uma parte da célula específica, a mitocôndria (esta é uma organela citoplasmática) que realiza diversas reações químicas, transformando a glicose e o oxigênio em energia (ATP), que, por sua vez, é necessária para realizarmos todas as nossas funções vitais, como andar, correr, estudar, namorar, etc.

Para o sistema locomotor funcionar adequadamente é necessário que os músculos não estejam privados de nutrientes, como glicose, oxigênio, sais minerais etc., bem como que os ossos estejam ricos em cálcio para terem a rigidez necessária à sua sustentabilidade.

Sistema excretor

A excreção consiste em eliminar grande parte de impurezas do nosso corpo através da urina e do suor, principalmente. O processo para eliminação desses resíduos ocorre da seguinte forma: o sangue chega até os rins (que fazem parte do sistema excretor), no interior dos quais existem os néfrons que funcionam como um filtro, onde os resíduos (como por exemplo, amônia e uréia) são encaminhados para os bacinetes, os ureteres, a bexiga e uretra, por onde são expelidos. Os nutrientes como os aminoácidos e a glicose são reabsorvidos pelo organismo.

O sistema nervoso no comando da máquina

O sistema nervoso pode ser considerado a central de comando da máquina corporal, pois coordena tudo o que ocorre em nosso corpo, seja falarmos, pensarmos, andarmos, reagirmos a diferentes situações, de perigo ou de prazer. Enfim, tudo o que vivenciamos em nosso cotidiano é transmitido pelas nossas células nervosas (neurônios) até o cérebro.

Este decodifica tudo e envia uma resposta, que constitui a nossa reação aos estímulos do meio. Como todo esse processo precisa ser muito rápido - pois só assim nossa sobrevivência está garantida - é de suma importância que se tenha grande quantidade de mitocôndrias nos neurônios para gerar energia (ATP), a fim de realizar o trabalho com a maior presteza possível.

Sistema endócrino

Já o sistema endócrino seria o ajudante geral do comandante, pois compõe-se das glândulas que liberam hormônios, estimulando ou retraindo o funcionamento dos diferentes órgãos dos diversos sistemas. Essas glândulas são a hipófise, o hipotálamo, a tireóide, as paratireóides, o pâncreas, as supra-renais, os ovários e os testículos.

Contudo, se são lançados no sangue e este circula em todas as partes do corpo, por que os hormônios não afetam os diferentes órgãos de um modo geral? De fato, ao ser lançado, um determinado hormônio circula em todas as partes do corpo, mas ele só age efetivamente no local específico, pois ao ser secretado ele procura uma "célula-alvo", que apresenta determinada substância (proteína) específica para receber sua ação.

Circulação e reprodução

Por fim, para os sistemas reprodutores (masculino e feminino) funcionarem adequadamente é necessário, além dos nutrientes já anteriormente mencionados, que a circulação ocorra perfeitamente, pois ela é a responsável pela grande irrigação dos corpos cavernosos do pênis, originando assim a ereção. Também na mulher ocorre uma grande vascularização e a ereção do clitóris (apesar de não ser tão evidente, como nos homens).

Para existir o desejo, os sentidos são estimulados, recebendo informações que são mandadas ao cérebro e decodificadas. A partir daí, os hormônios são lançados no sangue. As diferentes sensações são percebidas através do sistema nervoso, provocando reações no organismo: aumenta o ritmo da respiração e dos batimentos cardíacos. Tudo isto resulta em grandes sensações de prazer que favorecem a perpetuação da espécie.

Enfim, essa interdependência entre os diversos sistemas corpóreos é mais uma demonstração de como o nosso organismo é perfeito. Mas nós precisamos contribuir para a manutenção desse equilíbrio. Vale lembrar que tudo o que consumimos interfere diretamente no funcionamento de nosso corpo: tanto os nutrientes necessários, que adquirimos através de uma alimentação adequada, quanto às substâncias que agridem e podem destruir o corpo, como as diferentes drogas (álcool, cigarro, maconha, etc), embora provoquem momentaneamente sensações agradáveis.

3 comentários:

Anônimo disse...

muito obrigado por ter me ajudado na minha pesquisa da escola.;)

Sabrina Puhl disse...

Está de parabéns quem contribuiu com a criação desta página, muito completa. Me ajudou bastante, obrigada.
by: Sabrina Puhl

Florzinha de Jesus ♥ disse...

muito obrigado !.. muito bom esse texto.. me ajudou bastante..